Congelar e descongelar


Congelar é manter o sabor, a cor e o aroma do produto fresco no congelador






Regras básicas de congelamento:
- Quanto mais rápido o alimento for congelado e quanto mais devagar ele for descongelado, melhor será o resultado final.
- Sempre retire o ar de dentro das embalagens que serão congeladas, porque ele prejudica o congelamento.
- Identifique com uma etiqueta o nome do alimento, a quantidade e data do congelamento. Fica muito mais fácil saber o que está no potinho e se o conteúdo ainda é próprio para o consumo.
- Congele porções que possam ser utilizadas de uma só vez, para você não precisar descongelar tudo e usar apenas metade.
- Mantenha uma lista dos alimentos congelados. Assim, você não precisa abrir o congelador sem necessidade!


Nunca congele: Receitas à base de maisena, gelatina pura, maionese, claras cozidas ou em neve, gema crua, ovo cozido, vegetais crus, creme de chantilly, iogurte, folhas de verduras e frutas, banana e pêra d’água.

Descongelar é o processo que faz os alimentos congelados voltarem à sua condição natural.


Regras básicas de descongelamento
Não basta manter as propriedades dos alimentos enquanto ele permanece congelado. É preciso também estar atento para que o alimento não perca qualidade durante o descongelamento. Veja só o que precisa ser observado na hora de tirar algo do congelador:

- Para não prejudicar a qualidade dos alimentos, evite descongelar em água corrente.
- Vegetais congelados no processo de branqueamento podem ser imediatamente
refogados ou cozidos
- Molhos podem ser descongelados diretamente em fogo baixo.
- Os demais alimentos, incluindo carnes, aves, peixes, massas, bolos recheados e sobremesas geladas, devem ser retirados do congelador 24 horas antes do uso e
colocados na geladeira.
 
Fique atento às sugestões de tempo de armazenamento para congelados!
- Pães e massas: 3 meses
- Legumes e verduras: 12 meses
- Filé de peixe: 2 meses
- Carne moída: 4 meses
- Frutas: 9 meses
- Manteiga: De 3 a 8 meses